Préval ganha promessa de apoio da França

O presidente do Haiti, René Préval, disse nesta sexta-feira que não será capaz de resolver todos os problemas sociais durante seus cinco anos de mandato, mas espera pôr um fim à crônica instabilidade política na nação caribenha. O presidente haitiano recebeu uma promessa de ajuda de Jacques Chirac, durante sua visita à França. O presidente francês disse ao haitiano que o "coração da França bate pelo Haiti".Préval, que assumiu o poder no mês passado, afirmou que seu principal objetivo é o de levar estabilidade à sua instável nação. "Em cinco anos, não conseguiremos resolver tudo", disse o líder haitiano a jornalistas após um encontro com Chirac. "Em cinco anos nós poderemos pensar juntos e decidir juntos o que deverá ser feito". De acordo com Préval, que sucedeu Jean-Bertrand Aristide, derrubado do poder por uma revolta em 2004, "a estabilidade política é a prioridade".Segundo o presidente do Haiti, Chirac prometeu enviar US$ 3,7 milhões em ajuda "antes do final do ano". Durante uma visita a Bruxelas no início desta semana, Préval ouviu a promessa de que a União Européia enviaria ao Haiti US$ 293 milhões em auxílio.Préval disse à imprensa também esperar que Chirac apóie os trabalhos para reforçar as instituições do Haiti e seu desenvolvimento econômico - principalmente os setores agrícola e turístico.Préval, um agrônomo formado na Bélgica, venceu as eleições presidências de fevereiro último. Ele já serviu como presidente do Haiti de 1996 a 2001 e foi o primeiro presidente na história do país a deixar o cargo voluntariamente no fim de seu termo.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.