Sáshenka Gutiérrez/Efe
Sáshenka Gutiérrez/Efe

PRI acusa Obrador de receber fundos ilícitos antes de início de campanha

Partido Revolucionário Institucional quer que 2º colocado nas eleições seja investigado

AE, Agência Estado

24 de julho de 2012 | 10h58

CIDADE DO MÉXICO - O Partido Revolucionário Institucional (PRI), cujo candidato venceu a eleição presidencial do México, acusou o candidato que ficou em segundo lugar, Andres López Obrador, do Partido da Revolução Democrática (PRD), de receber fundos ilícitos antes do início da campanha.

Veja também:

linkMilhares protestam no México contra resultado de pleito

linkEsquerda mexicana acusa o PRI de usar fundos ilícitos em campanha

forumCURTA NOSSA PÁGINA NO FACEBOOK

As acusações são similares às feitas contra o candidato do PRI, Enrique Pena Nieto. Obrador pede que o resultado da eleição seja anulado.

 O presidente do PRI, Joaquin Coldwell, disse na noite da segunda-feira, 23, que seu partido possui informações de que uma associação civil ligada à Obrador canalizou pelo menos $ 89 milhões do orçamento de diversos Estados governados pelo PRD para a sua campanha.

Coldwell exige que o caso seja investigado imediatamente. Obrador ainda não respondeu às acusações.

As informações são da Associated Press.

 

 

 

Tudo o que sabemos sobre:
MéxicoeleiçõesPRI

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.