EFE/PRENSA MIRAFLORES/
EFE/PRENSA MIRAFLORES/

Primeira-dama da Venezuela formaliza candidatura às eleições parlamentares

Chamada pelo presidente Nicolás Maduro de primeira combatente, Cilia disse que sua participação nas eleições parlamentares não tinha sido ventilada, mas governadora chavista insistiu

O Estado de S. Paulo

05 de agosto de 2015 | 20h48

CARACAS - A primeira-dama da Venezuela, Cilia Flores, formalizou nesta quarta-feira, 5, sua candidatura às eleições parlamentares de dezembro durante um ato público no qual pediu a seus simpatizantes que apoiem os aspirantes chavistas "para que seja possível manter a estabilidade do governo".

"Desde a Assembleia Nacional (AN, parlamento) podemos fazer tudo isso para que seja mantida a estabilidade do governo e as conquistas da revolução possam seguir avançando", disse Cilia, durante um ato que liderou em seu natal estado Cojedes.

Chamada pelo presidente Nicolás Maduro de primeira combatente, Cilia disse que sua participação nas eleições parlamentares não tinha sido ventilada, mas a governadora chavista de Cojedes, Erika Farías, "insistiu e disse que era a vontade do povo". Por isso, argumentou, decidiu consultar sua mãe e seu marido,  que apoiaram a postulação.

"Vamos construir e vamos superar as dificuldades, os obstáculos, as conspirações, as sabotagens. Vamos, com amor, com carinho, com eficiência, trabalhar para construir essa grande vitória, o governo revolucionário necessita dessa grande maioria contundente na AN", disse.

Cilia explicou aos presentes que "um dos trabalhos primordiais da AN é legislar, aprovar leis, leis para o povo" e aprovar os recursos que são destinados para o desenvolvimento dos Estados. / EFE

Vídeo: Assembleia aprova superpoderes para Maduro 

Tudo o que sabemos sobre:
VenezuelaCilia Flores

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.