Primeira-ministra quer colocar "força e energia" no governo peruano

Ao tomar posse nesta segunda-feira como chefe do novo gabinete de ministros peruano, Beatriz Merino, convocada pelo presidente Alejandro Toledo na tentativa de superar uma grave crisis política, disse que não será mera figura decorativa, e prometeu conduzir o governo com transparência, eficiência, austeridade e honestidade.Merino - uma advogada de 55 años que era chefe da receita federal (SUNAT) do Peru e que é a primeira mulher a ocupar a chefia de gabinete no país - declarou a uma emissora que assume o novo cargo ?com otimismo, força e energia"."Acho que é disso que precisamos em um momento difícil como este?, acrescentou. Na entrevista, ela deixou claro que não pretende ser apenas uma figura decorativa no governo.Horas depois, Merino tomou posse na sede daPresidência do Conselho de Ministros.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.