Primeiro avião de passageiros japonês em 50 anos faz voo inaugural

O primeiro avião comercial de passageiros japonês em meio século fez o seu voo inaugural nesta quarta-feira, um avanço para a longa ambição do país de estabelecer uma indústria aérea capaz de fazer frente aos principais atores da aviação global.

TIM KELLY, REUTERS

11 de novembro de 2015 | 20h58

O Mitsubishi Regional Jet (MRJ) completou com êxito um voo de 1h30 que saiu do aeroporto de Nagoya, um teste da capacidade da Mitsubishi de colocar em serviço o avião de cem lugares depois de três anos de atrasos.

A unidade da Mitsubishi Heavy Industries, que construiu o caça Zero da Segunda Guerra Mundial, espera que o jato de 47 milhões de dólares ajude a superar a canadense Bombardier, a segunda maior fabricante mundial de jatos de pequeno porte. A brasileira Embraer ocupa a primeira colocação.

O MRJ é o primeiro avião comercial de passageiros japonês desde que o YS-11, de 64 lugares, entrou em operação há 50 anos.

O primeiro MRJ está previsto para ser entregue em junho de 2017 à maior companhia aérea japonesa, a ANA. A Mitsubishi planeja poder vender mais de 2.000 aviões no competitivo mercado de aeronaves de 70 a 90 passageiros, atualmente liderado pela Bombardier.

Tudo o que sabemos sobre:
JAPAOVOOINAUGURAL*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.