Primeiro comboio da ONU cruza a Ponte da Amizade

Vários organismos internacionais de ajuda entraram hoje na região norte do Afeganistão, provenientes do Usbequistão, depois de cruzarem a Ponte da Amizade, que fora reaberta no domingo passado.Entretanto, um trem com 260 toneladas de trigo doadas pelo Programa Mundial de Alimentos da ONU (PMA), que saiu do Usbequistão ontem, fora detido antes de poder entregar seu carregamento.Um funcionário da PMA disse na cidade usbeque de Termez, na condição de anonimato, que o trigo não havia chegada aos armazéns afegãos. Não ficou claro se o trem foi detido no lado usbeque ou afegão da ponte.Mesmo assim, as organizações humanitárias disseram que a ponte será uma via vital para se enviar ajuda caso funcione regularmente. "Estamos às portas do inverno. Necessitamos de garantias mais sólidas sobre o funcionamento desta ponte", disse a porta-voz do Fundo para a Infância da ONU, Rupo Joshi.Desde que os milicianos do Taleban foram desalojados há várias semanas do norte do Afeganistão, os organismos de ajuda apelaram ao governo usbeque para que reabrisse a ponte sobre o Rio Amu Darya, que une o Usbequistão e o Afeganistão.Construída pelos soviéticos, trata-se da única ponte entre os dois países. Entretanto, o Usbequistão, que fechou a ponte em 1997 depois de intensos combates no Afeganistão, continua receoso. As autoridades usbeques temem que os extremistas islâmicos utilizem a ponte para entrarem no país.Leia o especial

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.