Ivan Alvarado/Reuters
Ivan Alvarado/Reuters

Primeiro contato telefônico é feito com mineiros presos no Chile

Grupo tem sobrevivido com ração de atum e leite; eles não sabem que resgate pode levar quatro meses

BBC Brasil, BBC

24 de agosto de 2010 | 08h03

SANTIAGO - O ministro de Minas do Chile, Laurence Golborne, fez o primeiro contato por telefone com os 33 mineiros soterrados há 19 dias. Segundo ele, os trabalhadores estão "bem de saúde", mas ainda não sabem que as operações para tentar retirá-los podem levar até quatro meses.

Eles relataram que estão sobrevivendo com uma dieta racionada de duas colheres de atum enlatado, um gole de leite e meio biscoito a cada 48 horas.

Os trabalhadores soterrados deverão receber água, alimentos e cartas e bilhetes escritos por suas famílias, que foram orientadas a "manter um tom otimista".

 

Segundo informações da agência Ansa, uma das mensagens afirma que os familiares, se pudessem, enviariam uma bola de futebol para "fazer companhia" ao grupo. "Queríamos mandar para vocês uma bola de futebol, mas ela não passa pela sonda. Aí embaixo não vão poder jogar nenhuma partidinha", diz a nota.

 

Resgate

 

Andres Sougarret, chefe da operação que prevê a abertura de um túnel para a retirada dos trabalhadores, afirmou que o período poderá ser necessário para abrir um túnel largo o bastante para a passagem segura dos homens.

 

Sougarret informou ainda que os familiares dos mineiros estão elaborando cartas para serem enviadas aos homens pelo pequeno buraco de cerca de 15 centímetros de diâmetro, único canal de comunicação com os trabalhadores soterrados. O chefe da operação de resgate afirma que os familiares foram orientados para manter um tom otimista nas cartas.

 

Uma perfuradora especial está sendo enviada para a mina localizada perto da cidade de Copiapó. Mas, de acordo com o ministro de Mineração, Laurence Golborne, mesmo se equipamentos ainda mais especializados, de fora do Chile, fossem enviados para o local, a operação de resgate ainda duraria pelo menos dois meses.

 

Os 33 homens sobreviveram os 17 dias graças a tanques de água que estavam no abrigo e canais de ventilação. Nesta segunda-feira começaram a ser enviadas as primeiras remessas de comida e água aos trabalhadores.

 

 

BBC Brasil - Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização por escrito da BBC.

Tudo o que sabemos sobre:
chileminamineirossoterrados

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.