Grigor Yepremyan/PAN Photo via AP
Grigor Yepremyan/PAN Photo via AP

Primeiro-ministro armênio renuncia após protestos

Milhares ocupam as ruas da capital há dez dias em manifestações contra o governo

O Estado de S.Paulo

23 Abril 2018 | 11h07

YEREVAN - O primeiro-ministro armênio Serzh Sargsyan renunciou nesta segunda-feira, 23, de forma inesperada. A decisão vem após os protestos contra o governo que começaram no dia 13 de abril. Moradores da capital foram às ruas para comemorar quando souberam da notícia, divulgada através do site de Sargsyan.

A indicação de Sargsyan ao cargo faz parte do processo de transição para um novo sistema de governo na Armênia, que vai reduzir os poderes do presidente e fortalecer o do primeiro-ministro.

Críticos viram a nomeação como uma manobra do político para permanecer no poder. Ele foi presidente da Armênia até 2008, quando os limites do mandato o obrigaram a sair do cargo. Em seu lugar, foi eleito Armen Sarkisian, ex-primeiro-ministro e embaixador. / AP

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.