Primeiro-ministro da Jordânia renunciará amanhã

O primeiro-ministro da Jordânia, Ali Abul-Ragheb, e seu gabinete de ministros renunciarão amanhã, afirmou o ministro da Informação, Nabil Sharif. O rei Abdula nomeará como substituto Faisal al-Fayez, da tribo skhour, uma das mais importantes do país e ligada à família real, disse Sharif. Abul-Ragheb formou seu governo em 2000. Embora tenha contribuído para a realização de reformas rumo a um mercado livre, foi acusado pela oposição conservadora e religiosa de limitar as liberdades públicas e de ser conivente com o nepotismo e a corrupção.Na Jordânia, é praxe o primeiro-ministro oferecer a renúncia perante a sessão de um novo Parlamento eleito, mas o rei tem a opção de renomeá-lo para o cargo. O novo Parlamento, eleito em junho, ainda não foi convocado, mas acredita-se que poderá entrar em sessão no início de dezembro.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.