Primeiro-ministro da Somália entra em Mogadiscio

O primeiro-ministro da Somália, Ali Muhammad Ghedi, entrou nesta sexta-feira, 29, em Mogadiscio, um dia após a chegada à localidade de forças oficiais e de tropas etíopes que participaram de uma ofensiva contra combatentes islâmicos.Ghedi foi recebido por gritos de alegria dos habitantes de Mogadiscio. Anteriormente, caminhões com alto-falantes passaram pelas ruas da cidade convocando a população a dar as boas-vindas ao primeiro-ministro.O comboio que levou Ghedi a Mogadíscio era integrado por cerca de 20 veículos ocupados por soldados fortemente armados, segundo testemunhas.A aclamação a Ghedi se misturara aos gritos de protesto da população da capital contra a presença de soldados etíopes, tanto no norte da localidade como nas imediações do aeroporto e do porto.Alguns manifestantes apedrejaram os veículos em que os militares etíopes eram transportados, e, pelo menos uma vez, as forças ocupantes tiveram que atirar para dispersar aqueles que protestavam.No domingo passado, a Etiópia lançou uma ofensiva terrestre e aérea para conter os combatentes das Cortes Islâmicas, ao considerar que sua ocupação parcial da Somália colocava em risco sua soberania.Os guerrilheiros das Cortes Islâmicas ocuparam Mogadiscio em junho. Posteriormente, estenderam sua presença a vastas áreas do centro e do sul do país. Na quinta, eles saíram da capital, dirigindo-se, em grande parte, para a cidade portuária de Kismayo, mais ao sul, perto da fronteira com o Quênia.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.