Primeiro-ministro de Kosovo renuncia ao cargo

O primeiro-ministro de Kosovo, Bajram Kosumi, renunciou nesta quarta-feira depois de ameaças de que a coalizão do governo perderia a maioria no Parlamento caso ele continuasse. Ele anunciou sua demissão depois de apresentá-la ao seu gabinete. "Considero minha renúncia como um direito e um ato moral", disse ele em depoimento a repórteres. O ministro continuará a trabalhar, mas não tomará decisões importantes até que um novo nome seja apontado para o cargo, provavelmente na semana que vem. Kosumi é um importante membro da equipe albanesa que negocia o futuro de Kosovo em conversas patrocinadas pela ONU, mas sua popularidade como primeiro-ministro caiu com a percepção de sua fraqueza política. Ele assumiu o cargo depois da demissão de seu antecessor, Ramush Haradinaj, que foi indicado no ano passado pelo Tribunal de Crimes de Guerra, em Haia. A demissão de Kosumi faz parte de um grande rearranjo da coalizão do governo. Outra figura chave, o líder do Parlamento, Nexhat Daci, também será substituído, segundo informaram oficiais da coalizão, da qual fazem parte a Liga Democrática de Kosovo e a Aliança para o Futuro de Kosovo.

Agencia Estado,

01 Março 2006 | 16h21

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.