Primeiro ministro de Taiwan renuncia

O primeiro ministro de Taiwan, Frank Hsieh, renunciou nesta terça-feira para abrir caminho para uma remodelação do governo após o fracasso eleitoral de 3 de dezembro do governante do Partido Democrata Progressista (PDP).O presidente taiuanês, Chen Shui-bian, do PDP, anunciou que aceitou a renúncia de Hsieh e que nomeará o novo primeiro-ministro antes do Ano Novo Lunar chinês, que será em 29 de janeiro. Hsieh ofereceu sua renúncia no mesmo dia das eleições locais, mas Chen lhe pediu que prosseguisse temporariamente em seu posto.O presidente declarou que espera "nomear o mais rápido possível o novo primeiro-ministro, preferivelmente antes do Ano Novo Lunar, para manter a estabilidade e o bom funcionamento do governo". Disse ainda que, em temas governamentais, não cederá perante as pressões da oposição, que tem maioria no Legislativo.Em entrevista coletiva, o chefe de governo explicou que trabalhou duro e que conseguiu lucros importantes, apesar do boicote parlamentar exercido pela oposição, que o impediu de realizar todos os seus objetivos. Hsieh previu que a inferioridade de cadeiras do PDP e de seus aliados no Legislativo seguirá sendo um obstáculo para que seu sucessor possa governar.Observadores políticos na ilha opinam que o próximo primeiro-ministro pertencerá ao PDP ou será um alto funcionário, como o governador do Banco Central, Perng Fai-nan.Após o pleito, Chen se reuniu em várias ocasiões com o presidente do Parlamento, Wang Jin-pyng, do opositor Partido Kuomintang (KMT), o que fez pensar que o governante buscava uma coalizão de governo com Wang à frente, mas a idéia recebeu muitas críticas do lado governante.No domingo passado o PDP elegeu um novo presidente da formação, Yu Hsyi-kun, uma pessoa de confiança de Chen, em uma sessão que permitiu debater qual seria o candidato mais idôneo para primeiro-ministro. A maioria se inclinou pelo ex-presidente do partido Su Tseng-chang, que renunciou em dezembro por responsabilizar-se pela derrota eleitoral do PDP.Su, um carismático dirigente de 58 anos, foi prefeito e aparece como um dos políticos favoritos para ser o candidato do PDP às eleições presidenciais de 2008.O presidente taiuanês tem o poder constitucional para nomear o primeiro-ministro, que por sua vez decide a composição do governo.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.