Primeiro-ministro dissolve Câmara Baixa

O primeiro-ministro do Japão, Yoshihiko Noda, dissolveu ontem a Câmara Baixa do Parlamento, dando início a uma campanha eleitoral de quatro semanas para tentar se manter no poder. A dissolução da mais importante das duas Casas do Legislativo japonês colocou em disputa todos os seus 480 assentos, que serão redistribuídos nas eleições de 16 de dezembro. O partido que tiver a maioria na Câmara Baixa controlará o governo e seu líder assumirá o posto de primeiro-ministro.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.