AFP
AFP

Primeiro-ministro do Líbano propõe a realização de eleições parlamentares

Em discurso televisionado, Hassan Diab afirmou que apenas a antecipação do pleito pode solucionar a crise do país

Redação, O Estado de S.Paulo

08 de agosto de 2020 | 16h10

BEIRUTE - O primeiro-ministro do Líbano, Hassan Diab, anunciou neste sábado, 8, que irá propor eleições parlamentares. A declaração foi feita ao fim de um dia de protestos intensos, que culminou na tomada do Ministério das Relações Exteriores por manifestantes que culpam a classe política pela explosão que destruiu a região portuária da capital.

Em discurso televisionado, Diab avaliou que apenas eleições antecipadas podem permitir a saída da crise estrutural, acrescentando que está disposto a permanecer no poder "por dois meses", enquanto as forças políticas trabalham nesse sentido.

"Peço a todos os partidos políticos que cheguem a um acordo sobre a próxima etapa", completou. "(As autoridades) não têm muito tempo, estou disposto a seguir assumindo minhas responsabilidades durante dois meses, até que entrem em acordo".

O chefe do governo, que formou seu gabinete em janeiro após a demissão de Saad Hariri em outubro do ano passado pela pressão de um movimento de protestos populares, adiantou que irá apresentar uma proposta na segunda-feira ao Conselho de Ministros.

Seu discurso acontece em um momento em que milhares de libaneses vão às ruas do centro de Beirute para pedir que as autoridades prestem contas pela explosão no porto da capital, que devastou bairros inteiros e deixou mais de 150 mortes e 6 mil feridos, na terça-feira./ AFP

Tudo o que sabemos sobre:
Líbano [Ásia]Beirute [Líbano]

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.