PRAKASH MATHEMA / AFP PHOTO
PRAKASH MATHEMA / AFP PHOTO

Primeiro-ministro do Nepal renuncia depois de perder apoio de parte de coalização

Khadga Prasad Oli disse que foi forçado a renunciar e que ato terá implicações de longo alcance para o país

O Estado de S.Paulo

24 Julho 2016 | 13h53

KATMANDU - O primeiro-ministro do Nepal, Khadga Prasad Oli, renunciou neste domingo, 24, pouco antes de enfrentar um voto de confiança no Parlamento. O governo do primeiro-ministro, que estava no poder há 9 meses, havia perdido o apoio da maioria este mês após o Partido Maoista deixar a coalizão de governo, acusando Oli de não honrar acordos de partilha do poder.

Em um discurso no Parlamento televisionado à nação, Oli disse que a maneira como foi forçado a renunciar terá implicações de longo alcance para o país e levará o Nepal a mais instabilidade política.  "Os partidos de oposição montaram uma conspiração para interesses estreitos, e estou chocado com isso", afirmou. 

Segundo ele, a carta de renúncia já foi apresentada ao presidente do Parlamento, abrindo o caminho para a eleição de um novo primeiro-ministro. Oli é o oitavo primeiro-ministro do Nepal nos últimos 10 anos. / AP

Mais conteúdo sobre:
Nepal Parlamento

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.