Primeiro-ministro do Peru anuncia que vai deixar o cargo

O primeiro-ministro do Peru, Oscar Valdés, anunciou nesta segunda-feira que não vai continuar no cargo, uma vez que o presidente Ollanta Humala planeja mudar o gabinete.

AE, Agência Estado

23 de julho de 2012 | 19h42

"Queridos amigos, quero partilhar com vocês o fim do meu período como primeiro-ministro, agradecendo vocês pelo apoio e pelas críticas construtivas", escreveu ele no Twitter.

Era amplamente esperado que Humala trocaria Valdés, que lutava para controlar uma série de conflitos sociais no setor de mineração desde que foi nomeado para o cargo, em dezembro.

Humala deve anunciar mudanças em seu gabinete em breve, às vésperas de completar um ano na presidência. Ele tomou posse em 28 de julho para um mandato de cinco anos.

Hoje, os ministros do governo do Peru entregaram sua demissão a Humala. "Todos os ministros ofereceram seu cargo ao presidente Humala", informou o ministro da Saúde, Alberto Tejada, após reunião ministerial com Valdés.

Uma pesquisa de opinião divulgada hoje mostra que a taxa de aprovação do presidente peruano caiu para 36%, abaixo dos 41% de junho, o menor patamar de seu primeiro ano de governo.

A pesquisa feita pelo Institute Gfk, foi publicada pelo jornal La República, forte apoiador de Humala nas eleições. De acordo com a sondagem, muitos peruanos sentem que Humala não cumpriu com suas promessas eleitorais. As informações são da Dow Jones.

Mais conteúdo sobre:
Peruprimeiro-ministrorenúncia

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.