Primeiro-ministro eleito no Japão promete nova política

O primeiro-ministro eleito no Japão, Shinzo Abe, prometeu nesta terça-feira que o seu partido conservador irá buscar novas políticas para combater a franqueza econômica e impulsionar a influência do país no cenário internacional. Abe, que levou seu Partido Liberal Democrata (PLD) à vitória nas eleições de 16 de dezembro, será formalmente nomeado como primeiro-ministro pela segunda vez nesta quarta-feira. Ele foi premiê anteriormente de 2006 a 2007.

LUCIANA ANTONELLO XAVIER, Agência Estado

25 de dezembro de 2012 | 12h17

Desta vez, Abe prometeu fazer da economia a prioridade do seu governo e deve aumentar a meta de inflação para 2% de modo a combater um problema que até recentemente era único no mundo: a deflação, ou a contínua queda dos preços. A economia japonesa está emperrada com deflação há cerca de duas décadas.

Além das generosas promessas de estimular a economia com gastos públicos, cerca de 10 trilhões de ienes (US$ 119 bilhões), Abe está pressionando o Banco Central do país (BoJ) a trabalhar mais de perto com o governo para atingir a meta de inflação. As informações são da Associated Press.

Mais conteúdo sobre:
Japãoposse

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.