AP
AP

Primeiro-ministro grego convoca eleições para 6 de maio

Estas serão as primeiras votações na Grécia desde o início da crise econômica no país, no fim de 2009

AE, Agência Estado

11 de abril de 2012 | 12h01

ATENAS - O primeiro-ministro da Grécia, Lucas Papademos, disse nesta quarta-feira, 11, que o país vai realizar eleições nacionais no dia 6 de maio. Durante uma reunião com seu gabinete, ele afirmou que vai recomendar hoje ao presidente do país, Karolos Papoulias, que o Parlamento seja dissolvido e as eleições sejam realizadas no primeiro domingo do mês que vem.

"No período antes de 6 de maio, este governo é obrigado a tomar importantes decisões, e as políticas que já foram aprovadas pelo Parlamento precisam estar implementadas quando nós entregarmos o poder para o próximo governo", disse Papademos, segundo uma transcrição de seu discurso. O novo Parlamento deve se reunir pela primeira vez no dia 17 de maio, de acordo com o primeiro-ministro.

Estas serão as primeiras eleições na Grécia desde o início da crise econômica no país, no fim de 2009. Em outubro daquele ano, o Partido Socialista (Pasok) conquistou o poder, sob a liderança de George Papandreou. Mas seu governo caiu após quase dois anos, durante uma crise política que levantou dúvidas sobre a permanência do país na zona do euro. Desde novembro do ano passado Papademos lidera um governo interino, apoiado pelos dois principais partidos do país, o Pasok e o Nova Democracia.

As informações são da Dow Jones

Tudo o que sabemos sobre:
Gréciaeleições

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.