Primeiro-ministro grego defende reformas profundas

O primeiro-ministro da Grécia, George Papandreou, defendeu hoje a realização de um referendo para a aprovação de "mudanças no sistema político", que inclui a Constituição do País. Na abertura dos três dias de debates no Parlamento, que deve terminar com um voto de confiança ao governo na terça-feira, Papandreou culpou o tamanho do setor público pelos atuais problemas do País e afirmou que as reformas na Constituição são necessárias para garantir o bom andamento do governo.

AE, Agência Estado

19 de junho de 2011 | 08h54

Papandreou também afirmou que a Grécia está discutindo um novo pacote de resgate "exatamente igual" ao primeiro no valor de 110 bilhões de euros, acordado em maio de 2010. As informações são da AP.

Tudo o que sabemos sobre:
CriseGréciareformas

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.