Primeiro-ministro japonês avalia mudança ministerial

O primeiro-ministro japonês, Naoto Kan, está avaliando uma mudança no ministério antes de uma sessão parlamentar no mês que vem, disse o jornal Nikkei. Ele está tentando atrair para sua coligação um pequeno partido de oposição.

REUTERS

25 de dezembro de 2010 | 16h01

O premiê ofereceu ministérios ao Partido do Sol Nascente, que tem seis membros no parlamento inclusive o ex-ministro das finanças Kaoru Yosano, e o ex-ministro do comércio exterior Takeo Hiranuma, um nacionalista, disse o jornal.

O Partido Democrático, do governo, tem esperança de ganhar o apoio de partidos de oposição menores para conseguir passar o orçamento e outras leis no parlamento. A oposição controla o senado e pode impedir a aprovação de leis.

Mas a ajuda do Partido do Sol Nascente não será suficiente para dar à coalisão uma maioria no Senado nem os dois terços da Câmara que são necessários para vetar leis aprovadas no Senado.

A perspectiva de aprovar projetos de lei apresentados pelo Executivo também se complica porque o articulador do Partido Democrático, Ichiro Ozawa, recusou-se a comparecer a uma comissão parlamentar que estava investigando um escândalo relacionado ao financiamento do governo. A atitude de Ozawa reduziu a popularidade do governo a apenas 20 por cento.

Kan encontrou-se com Ozawa no sábado, mas não fez nenhum progresso. Kan recentemente uniu-se aos partidos de oposição e está pedindo que o articulador compareça à comissão de inquérito.

Se o ministério for refeito, Kan terá dificuldade em decidir o que fazer com o chefe da casa civil Yoshito Sangoku, que tem sido censurado por causa de uma colisão entre um navio chinês e barcos de patrulha japoneses em setembro, disse o Nikkei.

Tudo o que sabemos sobre:
JAPAOPREMIEMUDANCAS*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.