Primeiro-ministro neozelandês anuncia coalizão do Governo

Acordo conseguido pelo Partido Nacional garante 70 dos 122 representantes que formam o Parlamento do país

EFE

16 de novembro de 2008 | 04h34

O novo primeiro-ministro da Nova Zelândia, John Key, anunciou neste domingo a formação de uma coalizão de centro-direita para governar o país após as eleições do dia 8 de novembro, na qual seu partido, o Nacional, alcançou 45% dos votos. O Partido Nacional, com 59 cadeiras, formará Governo com o apoio do ACT New Zealand, com 5 cadeiras; do Partido Maori, 5 cadeiras; e do Futuro Unido, com um representante, para um total de 70 membros (57%) dos 122 que formam o Parlamento. Key manifestou que o acordo conseguido com o ACT se baseia nos objetivos comuns em relação ao gasto público e ao impulso do crescimento econômico. A economia da Nova Zelândia, uma nação de 4,3 milhões de habitantes depende da produção agrícola e criadora de gado destinada à exportação, embora neste momentos passe por um período de recessão.

Tudo o que sabemos sobre:
NOVA ZELÂNDIAGOVERNOJOHN KEY

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.