Primeiro-ministro pede calma após protestos

Em um raro discurso na televisão, o primeiro-ministro da Índia, Manmohan Singh, pediu calma depois dos confrontos do fim de semana em Nova Délhi e prometeu punir os responsáveis pelo estupro de uma mulher em um ônibus. O governo, frequentemente acusado pelos críticos de estar fora de contato com as aspirações da maioria dos indianos, foi pego de surpresa com a profundidade da indignação popular contra o crime. Os protestos se intensificaram rapidamente e se espalharam para outras cidades.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.