Primeiro-ministro renúncia no Nepal

O primeiro-ministro do Nepal renunciou hoje após afirmar que está deixando o caminho livre para que um novo governo tome posse. A conselheira de imprensa, Surya Thapa, afirmou que o primeiro-ministro Jhalnath Khanal submeteu seu pedido de renúncia ao Presidente Rambaran Yadav neste domingo.

AE, Agência Estado

14 de agosto de 2011 | 15h45

Khanal foi eleito por voto parlamentar em fevereiro, mas desde então tem sido pressionado pela oposição para deixar o poder. O principal partido de oposição acusou o primeiro-ministro de não ter conseguido cumprir suas promessas de avançar com o processo de paz e colocar fim nas lutas entre o povo da nação Himalaia.

Guerrilheiros maoistas abandonaram a revolta armada em 2006 para fazer parte do governo. Entretanto, milhares de ex-combatentes maoistas continuam vivendo em campos e seu futuro ainda não está determinado. Khanal prometeu resolver o assunto, mas não conseguiu. A data final para a redação da nova Constituição ficar pronta foi estendida para maio, mas o trabalho ainda continua incompleto.

Khanal não tem enfrentado problemas apenas com a oposição, mas também de seu partido e seu principal parceiro político - Partido Comunista do Nepal (maoista) - desde que tomou posse por terem ficado descontentes com a distribuição dos ministérios.

Os membros da oposição estão bloqueando o Parlamento desde o final do mês passado, exigindo a saída de Khanal. Ainda não está claro quem vai formar o novo governo. Nenhum dos partidos políticos possuem a maioria no Parlamento, o que torna necessário que qualquer novo primeiro-ministro forme um governo de coalizão.

Khanal foi escolhido pelo Parlamento sete meses após o governo anterior ter renunciado porque os partidos políticos não conseguiram chegar a um acordo. As informações são da Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
Nepalpolítica

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.