Alexei Druzhinin/Kremlin/EFE
Alexei Druzhinin/Kremlin/EFE

Primeiro-ministro russo anuncia que está com covid-19

Mishustin, que está no poder desde janeiro, entregou provisoriamente o cargo ao vice-primeiro ministro

Redação, O Estado de S.Paulo

30 de abril de 2020 | 14h59

MOSCOU - O primeiro-ministro russo, Mikhail Mishustin, anunciou nesta quinta-feira, 30, que testou positivo para o novo coronavírus e se colocaria em confinamento voluntário para proteger o resto do governo.

"Acabaram de me dizer que testei positivo para o novo coronavírus", explicou Mishustin em uma videoconferência com o presidente Vladimir Putin, na qual ele sugeriu sua substituição pelo período de isolamento.

"Eu tenho de me isolar e seguir as instruções dos médicos. É necessário proteger meus colegas", afirmou, garantindo que seguiria de perto "as principais questões" do país. 

"O que aconteceu com você pode acontecer com qualquer pessoa", respondeu Putin durante a teleconferência. "Espero que ele continue trabalhando e participe ativamente" das decisões do governo, acrescentou.

Para Entender

Coronavírus: veja o que já se sabe sobre a doença

Doença está deixando vítimas na Ásia e já foi diagnosticada em outros continentes; Organização Mundial da Saúde está em alerta para evitar epidemia

Mishustin, que está no poder desde janeiro, entregou provisoriamente o cargo ao vice-primeiro ministro, Andrei Belousov. A decisão foi aceita por Putin, de acordo com as agências de notícias estatais russas.

A Rússia, que prolongou as medidas de isolamento social de sua população até meados de maio, tem hoje mais de 100 mil casos de contágio e 1 mil mortes por covid-19./AFP e EFE

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.