CHARLY TRIBALLEAU / AFP
CHARLY TRIBALLEAU / AFP

Primeiro-ministro suspende estado de emergência no Japão

País havia imposto regime diferenciado como forma de combate ao novo coronavírus

Redação, O Estado de S.Paulo

25 de maio de 2020 | 08h09

TÓQUIO - O primeiro-ministro japonês, Shinzo Abe, suspendeu nesta segunda-feira, 25, o estado de emergência imposto no país para combater a pandemia do novo coronavírus. A decisão foi tomada após o Japão registrar uma queda acentuada no número de novos casos.

"Temos critérios muito rígidos para suspender o estado de emergência. Julgamos que cumprimos esse critério. Hoje, elevaremos o estado de emergência em todo país", declarou Abe em entrevista coletiva.

Abe declarou estado de emergência em 7 de abril em Tóquio e em outras seis regiões, antes de expandir a medida para todo território em um contexto de forte aceleração no número de novos casos diários de covid-19 desde o final de março.

Inicialmente agendada para 6 de maio, a medida foi prorrogada até 31 deste mês. Em 14 de maio, a diminuição de novos casos levou o governo a suspendê-la antecipadamente em 39 das 47 regiões administrativas do arquipélago e, na quinta-feira, em Kyoto e Osaka.

Até domingo, 24, o Japão registrou 16.581 casos de coronavírus, com 31 novas infecções nas últimas 24 horas, além de 830 óbitos./ AFP

Tudo o que sabemos sobre:
Japão [Ásia]Shinzo Abecoronavírus

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.