Primeiro-ministro tailandês deposto deixa seu partido

O primeiro-ministro deposto da Tailândia, Thaksin Shinawatra, renunciou nesta terça-feira ao posto de líder e membro do partido Thai Rak Thai (Tailandeses Amam a Tailândia). Shinawatra governou durante mais de cinco anos, até o golpe de Estado militar de 19 de setembro.A renúncia foi feita por meio de uma mensagem enviada do Reino Unido. "Apresento minha renúncia ao partido, que entrego a Sudarat Keyuraphan", disse o ex-primeiro-ministro.A mensagem de Shinawatra surgiu em meio ao êxodo nas fileiras do Thai Rak Thai desde que a Junta Militar ameaçou dissolver o partido, alegando ilegalidades cometidas no passado.Mais de 200 destacados membros do partido, entre eles alguns ministros, renunciaram desde o golpe. Eles tentam evitar a proibição de participar da política durante cinco anos.No sábado, 30, a Junta Militar anunciou que estudava emitir a ordem de proibir a participação política do Thai Rak Thai. O partido de perfil nacionalista é acusado de utilizar dinheiro para comprar o voto dos eleitores e dispunha de mais recursos econômicos que o resto das forças políticas tailandesas.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.