Primeiro-ministro tunisiano diz que irá deixar a política após eleições

Mohamed Ghannouchi diz que novo pleito acontecerá o mais breve possível

Associated Press

21 de janeiro de 2011 | 20h04

TÚNIS - O Primeiro-ministro da Tunísia disse nesta sexta-feira, 21, que irá deixar a política depois das eleições que, diz ele, acontecerão o mais breve possível.

 

Mohamed Ghannouchi disse que irá deixar o poder depois da fase de transição das eleições presidenciais e legislativas "que acontecerão o mais rápido possível".

 

Manifestantes pedem a dias que todos os remanescentes da velha guarda do presidente deposto Zine El Abidine Ben Ali deixem o país. Ghannouchi era um aliado de Ben Ali e tem tentado restaurar o país sob um novo governo multipartidário.

Tudo o que sabemos sobre:
Tunísaeleiçõescrise política

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.