Primeiro-ministro Victor Ponta vence eleição na Romênia

A coalizão de centro-esquerda que governa a Romênia venceu as eleições parlamentares realizadas neste domingo, o que representa uma grande derrota para o presidente do país, Traian Basescu. O partido União Social-Liberal (USL), do primeiro-ministro Victor Ponta, que está no poder desde maio, ficou com 57% dos votos. A Aliança Romênia Direita, que reúne aliados de Basescu, obteve com apenas 19% dos votos, segundo pesquisas de boca de urna divulgadas por diversas emissoras locais de televisão.

AE, Agência Estado

09 de dezembro de 2012 | 21h38

"Eu reafirmo o que eu disse durante a campanha: eu estou pronto para liderar o próximo governo", disse Ponta em um discurso no seu distrito eleitoral de Targu Jiu, no sudoeste da Romênia. Segundo a Constituição do país, agora depende de Basescu nomear o novo primeiro-ministro. O presidente deve se reunir com os líderes dos principais partidos políticos nos próximos dias, após retornar da Noruega, onde foi participar da cerimônia de entrega do Prêmio Nobel da Paz recebido pela União Europeia.

Basescu tem indicado que pode se recusar a nomear Ponta como primeiro-ministro. Ele acusa o USL de tentar tirar a Romênia da UE, bloco no qual o país entrou em 2007. Mas hoje Ponta rejeitou essas acusações, afirmando que "o futuro da Romênia está dentro da família europeia". "A única orientação do governo que eu vou liderar será pró-Europa e pró-Otan", acrescentou, se referindo à Organização do Tratado do Atlântico Norte.

Após meses de briga política, que culminaram com uma tentativa fracassada de tirar Basescu da presidência, Ponta afirmou que a "Romênia agora precisa de um período de calma". "Nós precisamos superar a luta política, o ódio e a vingança", comentou.

Os eleitores enfrentaram neve e chuva forte neste domingo para votar. Muitos romenos estão fartos com a luta pelo poder entre os dois líderes, especialmente porque o país continua a ser um dos mais pobres e mais corruptos da União Europeia. Além disso, a Romênia está sofrendo cortes profundos de austeridade em troca de um resgate de 20 milhões de euros.

A Romênia possui mais de 18 milhões de eleitores a votar. Neste domingo, eles elegeram 452 representantes de um Parlamento com duas Câmaras para os próximos quatro anos. As informações são da Associated Press e da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
Romêniaeleiçõesresultado

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.