Primeiro vice-presidente afegão morre de causas naturais

O primeiro vice-presidente do Afeganistão, Mohammed Qasim Fahim, morreu de causas naturais neste domingo, algumas semanas antes das eleições presidenciais. Fahim, que sobreviveu a várias tentativas de assassinato, sendo a última delas em 2009 no norte do país, desempenhou um papel importante no governo de Hamid Karzai, especialmente em questões de segurança.

AE, Agência Estado

09 de março de 2014 | 11h21

"Ninguém pode substituí-lo. É uma perda para todos nós", disse Karzai em comunicado transmitido pela televisão "Fahim foi parte de cada decisão histórica tomada para o futuro do Afeganistão", acrescentou o presidente afegão.

Não está claro como a morte do primeiro vice-presidente afetará as eleições de 5 de abril, que, se bem sucedidas, marcarão a primeira transição democrática de poder na história do Afeganistão. A constituição proíbe Karzai de concorrer novamente.

Fahim não endossou abertamente qualquer candidato que disputa a vaga que será deixada por Karzai, mas muitas autoridades o consideravam a favor do ex-ministro de Relações Exteriores, Abdullah Abdullah. Fonte: Dow Jones Newswires e Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
afeganistãovice-presidentemorte

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.