Princesa do Nepal morre em queda de helicóptero

Uma princesa da família real nepalesa morreu nesta segunda-feira, quando o helicóptero em que viajava caiu sobre o lago Rara, no oeste do Nepal, disseram autoridades da aviação civil em Katmandu. Equipes de socorro resgataram o corpo da princesa Prekshya Shah, de 49 anos, irmã mais nova da rainha Qomal. Três pessoas a bordo do helicóptero acidentado continuam desaparecidas, e dois sobreviventes da aeronave foram levados para um hospital, disseram as autoridades. O helicóptero francês Ecuirrel não conseguiu ganhar altitude e, momentos após decolar, caiu no lago, cerca de 500 km a oeste da capital nepalesa, Katmandu. Shah era casada com o príncipe Dhirendra, o irmão mais novo do novo rei Gyanendra. O casal se separou depois que Dhirendra desistiu do título e se mudou para Londres, para viver com uma mulher inglesa. Dhirendra morreu no massacre da família real em 1º de junho, quando o príncipe Dipendra, em estado de embriguez, matou a tiros nove membros da família real, entre os quais o rei e a rainha. A princesa Prekshya não participou do fatídico banquete real porque estava repousando em casa, por problemas na coluna. Havia outras pessoas a bordo do helicóptero - amigos da família, um médico e um ajudante - além do piloto. Dois passageiros foram identificados como sobreviventes: o doutor Rishi Katri e Sharada Singh.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.