Principal partido de oposição do Japão escolhe líder

O principal partido de oposição do Japão, que espera assumir o controle do país nas eleições a serem realizadas este ano, escolheu hoje o neto de um ex-primeiro-ministro como seu novo líder. O Partido Democrata do Japão (DPJ) escolheu Yukio Hatoyama, atualmente secretário-geral do partido, para assumir o controle após o ex-líder do partido ter renunciado em meio a um escândalo político de financiamento.

AE-AP, Agencia Estado

16 de maio de 2009 | 11h43

Uma vitória do partido nas próximas eleições provavelmente significaria que Hatoyama se tornaria primeiro-ministro. O avô dele, Ichiro Hatoyama, serviu como primeiro-ministro durante três governos nos anos 1950. "Eu vou liderar a mudança para um novo governo e criar uma sociedade que trará alegria para os cidadãos japoneses", disse o novo líder. Hatoyama, que é um dos fundadores do partido, derrotou o vice-presidente do DPJ, Katsuya Okada, por 124 votos a 95.

O líder anterior do partido de oposição, Ichiro Ozawa, estava na frente do atual primeiro-ministro, Taro Aso, em pesquisas de opinião antes de ter sido pego em um escândalo político no qual um de seus auxiliares foi detido. Ozawa disse inicialmente que permaneceria no posto, mas na última segunda-feira (dia 11) anunciou sua renúncia, afirmando que não queria que o escândalo prejudicasse o partido. As informações são da Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
Japãooposição

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.