Principal sindicato da Tunísia convoca greve geral para esta quinta

Líder de entidade diz que protestos tem como objetivo derrubar o governo

AE, Agência Estado

26 de janeiro de 2011 | 14h28

TÚNIS - Sindicalistas de Sidi Bouzid, a cidade na Tunísia onde começaram os protestos que levaram a um levante no país no mês passado, convocaram uma greve geral contra o novo governo para amanhã, informou nesta quarta-feira, 26, um líder sindicalista local. "Haverá uma greve geral amanhã (quinta-feira) em Sidi Bouzid e uma manifestação para derrubar o governo", afirmou em entrevista à France Presse Ali Zari, o vice-chefe do braço regional do sindicato UGTT, o maior do país.

Os protestos na Tunísia levaram à queda do governo do presidente Zine El Abidine Ben Ali, que estava havia 23 anos no poder. Parte da população não aceita, porém, a manutenção de várias pessoas ligadas ao governo anterior na nova administração interina. As informações são da Dow Jones.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.