Principal suspeito de ataque na Tunísia é morto em operação antiterrorismo

O primeiro-ministro da Tunísia, Habib Essid, afirmou que o principal suspeito de ataque a um museu nacional no país foi morto em uma operação antiterrorismo, na noite de sábado para domingo. Segundo a agência de notícias estatal, Essid anunciou que Khaled Chaieb, também conhecido como Abou Sakhr Lokman, morreu na região de Gafsa, perto da fronteira com a Argélia.

Estadão Conteúdo

29 Março 2015 | 09h49

Acredita-se que Chaieb era um dos líderes da Al-Qaeda no norte da África e teria participado do ataque a um museu nacional na Tunísia que deixou 23 mortos, a maioria turistas, em 18 de março.

Além de Khaled Chaieb, oito suspeitos foram mortos na operação, realizada horas antes de uma marcha na capital do país, organizada em solidariedade contra o terrorismo. O presidente da França, François Hollande, o primeiro-ministro italiano, Matteo Renzi, e diversos ministros e autoridades de outros países irão participar de uma cerimônia em Túnis, após a marcha. Fonte: Associated Press.

Mais conteúdo sobre:
Tunísia terrorismo

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.