Príncipe Charles pode depor sobre morte de Diana

O comissário de polícia de Londres John Stevens disse ontem em entrevista à rede BBC que sua investigação sobre a morte da princesa Diana pode incluir a tomada de depoimentos do príncipe Charles e da família real. As investigações sobre a morte de Diana e seu namorado, Dodi al-Fayed - em um acidente de automóvel em 31 de agosto de 1997 em Paris - começaram dia 6. Um juiz francês concluiu que o acidente foi causado porque o motorista estava bêbado e dirigia em alta velocidade. O juiz britânico Michael Burgess pediu a Stevens que investigue a especulação de que a princesa foi vítima de conspiração - atribuída à família real.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.