REUTERS/Richard Pohle/Pool
REUTERS/Richard Pohle/Pool

Príncipe George vai para escola pela primeira vez

Príncipe William acompanhou o filho do Palácio de Kensington até a instituição de ensino Thomas's Battersea

O Estado de S.Paulo

07 Setembro 2017 | 07h38

LONDRES - O príncipe George teve, nesta quinta-feira, 7, seu primeiro dia de aula na escola Thomas's Battersea. O garoto foi levado de carro pelo seu pai, príncipe William, do Palácio de Kensington, sua residência oficial. Ao chegar guiado pelas mãos de seu pai, o príncipe cumprimentou a diretora, Helen Haslem, e em seguida todos entraram no edifício. A criança trajava o uniforme da escola particular: um suéter azul marítimo, calças curtas, meias vermelhas e sapatos pretos.

O palácio informou que Kate não pôde comparecer ao colégio, em um dos dias mais importantes para George, de 4 anos, pois não se encontra bem. Kate Middleton está tendo enjoos por conta da sua terceira gravidez, revelada nesta semana.  A duquesa de Cambridge sofre de hiperêmese gravídica um quadro de saúde que deixa as náuseas e vômitos típicos da gestação mais constantes e graves.

"Infelizmente, a duquesa de Cambridge ainda não está bem e não poderá conduzir o príncipe George no seu primeiro dia de colégio. O duque de Cambridge vai levá-lo nesta manhã como estava planejado", disse o comunicado divulgado pelo palácio, pouco antes do príncipe chegar na escola.

A residência real afirmou que o príncipe, terceiro na linha de sucessão da coroa britânica, será conhecido pelos seus companheiros de classe como George de Cambridge. A expectativa é que George passe o dia conhecendo seus professores e colegas de classe para se adaptar ao seu novo ambiente escolar.

Veja fotos do primeiro dia de aula do príncipe George:

Nesta semana, o Palácio de Kensington informou que William e Kate esperam seu terceiro filho, que será o sexto bisneto da Rainha Elizabeth II, de 91 anos.

O terceiro filho do casal será quinto na linha de sucessão à coroa britânica, atrás do príncipe Charles; o seu pai, o príncipe William, e os seus irmãos George e Charlotte. / EFE

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.