Michele Spatari/AFP
Michele Spatari/AFP

Príncipe Harry e Meghan distribuem refeições em Los Angeles

Casal, que se mudou para a Califórnia no mês passado, foi voluntário no Project Angel Food no último domingo

Redação, O Estado de S.Paulo

16 de abril de 2020 | 22h38

LOS ANGELES - O príncipe Harry, da Grã-Bretanha, e sua esposa Meghan distribuíram refeições para pessoas doentes em Los Angeles, em sua primeira atividade pública desde que se mudaram para a Califórnia, no início do bloqueio de coronavírus no estado americano. 

O casal, que deixou formalmente o cargo de membro sênior da família real britânica, foi voluntário no Project Angel Food no último domingo, entregando comida nas casas dos necessitados. 

"Eles estavam aqui no domingo de Páscoa e depois nos surpreenderam na quarta-feira", disse a gerente de comunicações Anne-Marie Williams. 

"Eles entregaram a 20 de nossos clientes e alegraram seus mundos". 

Um comunicado da organização sem fins lucrativos indicou que o casal "continuou silenciosamente entregando refeições para aliviar nossos motoristas sobrecarregados de trabalho", que enfrentam um aumento na carga de trabalho desde o início do bloqueio do coronavírus no mês passado. 

O casal se mudou para a Califórnia no mês passado, depois de anunciar em janeiro que pretendia deixar a vida real e "trabalhar para se tornar financeiramente independente". 

Eles não revelaram onde estão morando, mas há relatos que estariam vivendo em Malibu

Na semana passada foi divulgado que eles planejam lançar uma organização sem fins lucrativos nos Estados Unidos chamada Archewell. 

A instituição incluirá grupos de apoio emocional, um centro educacional multimídia e um site sobre bem-estar. 

Em entrevista ao Daily Telegraph disseram que queriam "fazer algo significativo, fazer algo importante", mas atrasaram a divulgação de todos os detalhes por causa da pandemia de coronavírus e farão um anúncio "quando for a hora certa". 

A organização sem fins lucrativos Project Angel Food, de Los Angeles, que entrega alimentos sob medida médica para pessoas com doenças crônicas, parece ser a primeira instituição de caridade apoiada publicamente pelo casal desde sua mudança. /AFP

Tudo o que sabemos sobre:
Príncipe HarryMeghan Markle

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.