Príncipe norueguês troca Portugal de lugar no mapa europeu

O príncipe herdeiro Haakon causou um rebuliço na Europa, em seu début como anfitrião real. Ele colocou Portugal às margens do Mar Mediterrâneo em um discurso em honra de sua visita, o presidente português. Como toda a linha costeira portuguesa está definitivamente postada sobre o Oceano Atlântico, foi obrigatório um pedido de desculpas do palácio hoje.O herdeiro de 31 anos estava substituindo seu pai, o rei Harald V, que ainda se recupera de uma cirurgia, ao receber, ontem, o presidente Jorge Sampaio. Era a primeira vez que se responsabilizava por uma visita oficial.Em seu discurso no banquete para Sampaio, no palácio, Haakon disse que ?Noruega e Portugal estão nos limites opostos da Europa. Vocês colocados nas quentes praias do Mediterrâneo. Nós, tão longe ao norte quanto é possível estar.?O porta-voz Sven G. Gjeruldsen, apesar de pedir desculpas, tentou um remendo, dizendo à agência de notícias norueguesa NTB que o príncipe quisera dizer que Portugal está no extremo sul, perto das portas do Mediterrâneo. Ele recusou-se a dizer se o Haakon pediu desculpas pessoalmente a Sampaio ou se foi quem escreveu o discurso.O texto do discurso estava disponível, ainda agora à tarde, com o erro, no site do palácio real norueguês na internet.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.