Alastair Grant/Pool via Reuters
Alastair Grant/Pool via Reuters

Príncipe William admite preocupação com saúde da família real por novo coronavírus

William revelou preocupação após a contaminação do pai, o príncipe Charles, por covid-19, e disse estar atento com o estado de saúde da rainha Elizabeth II, de 93 anos, e do príncipe Philip, de 98

Redação, O Estado de S.Paulo

17 de abril de 2020 | 08h20

LONDRES - O príncipe William confessou nesta sexta-feira, 17, estar preocupado com a saúde dos integrantes mais velhos da família real britânica em razão da pandemia do novo coronavírus. Filho do príncipe Charles, que foi diagnosticado com covid-19 e já se recuperou da doença, William disse também estar atento aos avós, a rainha Elizabeth II e o príncipe Philip, ambos nonagenários.

"Devo admitir que, no início, estava bastante preocupado", declarou William à rede BBC, falando sobre a situação do pai, Charles, que ficou sete dias em isolamento no mês passado após ter sido diagnosticado positivo para a covid-19.

Herdeiro do trono, Charles, de 71 anos, superou a doença e não precisou ser internado. No Reino Unido, a pandemia já deixou 14.000 mortos.

William disse ainda estar "muito atento" aos avós, a rainha Elizabeth II, de 93, e o príncipe Philip, de 98, que estão sendo mantidos, por segurança, no castelo de Windsor, a cerca de 40 quilômetros de Londres.

"Fazemos todo o possível para garantirmos que estejam isolados e protegidos", completou o príncipe William, de 37 anos./ AFP

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.