Alastair Grant/AP
Alastair Grant/AP

Príncipe William e Kate deixam hospital com a filha recém-nascida

Duques de Cambridge ainda não divulgaram o nome da princesa, que deve primeiro ser informado à rainha Elizabeth II

O Estado de S. Paulo

02 de maio de 2015 | 15h06

LONDRES - Os duques de Cambridge, o príncipe William e a mulher, Kate Middleton, deixaram neste sábado, 2, o hospital St. Mary em Londres com a filha recém-nascida, irmã do príncipe George e quarta na linha de sucessão ao trono britânico.

Com o marido ao lado, Kate, de vestido branco e amarelo, posou para as câmaras com a pequena princesa dormindo nos braços. Dezenas de pessoas aguardaram na entrada do hospital para cumprimentar Kate e o seu novo bebê.


Logo depois, os três voltaram para dentro do hospital para preparar a saída definitiva. Poucos minutos depois, voltaram a sair com a menina em uma cadeirinha de carro, que colocaram no Range Rover preto conduzido por William até o palácio de Kensington, residência oficial da família em Londres.

Espera-se que a família passe pelo menos uma noite no palácio antes de voltar para a mansão Anmer Hall, no condado de Norfolk (no leste da Inglaterra), onde William, que está em licença-paternidade, trabalha como piloto de ambulâncias aéreas.

De acordo com a imprensa britânica, o príncipe George, que em 22 de julho completará dois anos, ficou sob o cuidado da avó materna no palácio. O príncipe William buscou o filho pela tarde para que conhecesse a irmã, cujo nome não foi divulgado porque deve primeiro ser comunicado à rainha Elizabeth II.

A soberana recebeu neste sábado a notícia do nascimento de sua quinta bisneta durante um evento no norte da Inglaterra e, segundo fontes palacianas, ficou "encantada".

A filha dos duques de Cambridge nasceu às 8h34 (4h34 em Brasília) com 3,7 quilos. A menina é a quarta na linha de sucessão ao trono britânico, atrás de seu irmão, George, seu pai, William, e seu avô, o príncipe Charles, e receberá o tratamento de princesa e Vossa alteza Real.

Kate e William se casaram em abril de 2011 e tiveram o seu primeiro filho, o príncipe George, no mesmo hospital, em julho de 2013. /AP e EFE

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.