Prisioneiros iraquianos foram montados como animais

Alguns iraquianos aprisionados em Abu Ghraib foram montados como animais, sofreram abuso sexual nas mãos de americanas, foram forçados a maldizer o islamismo e a pegar comida de dentro de vasos sanitários, informam notícias divulgadas nesta sexta-feira. O jornal The Washington Post publica novas fotos e imagens retiradas de vídeos de maus-tratos a que os iraquianos foram submetidos.Segundo o Post, detentos disseram a investigadores que apuram os maus-tratos que foram forçados a comer carne de porco e beber álcool, a masturbarem-se enquanto mulheres militares olhavam e ameaçados de estupro. ?Eles disseram que iriam fazer com que quiséssemos morrer e que não nos matariam?, diz o jornal, citando um detento, Ameen Saeed Al-Sheik.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.