Pró-europeus elegem presidente interino na Moldávia

Três partidos pró-europeus da Moldávia formaram hoje uma aliança que pretende aproximar o país da União Europeia (UE). A Aliança para a Integração Europeia elegeu Marian Lupu, líder do Partido Democrata, presidente do Parlamento e presidente interino do país. O economista, de 43 anos, saiu do Partido Comunista por causa dos violentos protestos após a derrota nas eleições de abril de 2009, que muitos afirmam que foram fraudadas.

AE, Agência Estado

30 de dezembro de 2010 | 16h41

Mesmo assim, persiste o impasse político na Moldávia, pois a aliança não conseguiu obter maioria nas eleições de 28 de novembro. Os pró-europeus têm 59 cadeiras no Parlamento, duas a menos que o necessário para eleger o presidente. Os comunistas, alinhados à Rússia, têm 42 cadeiras. Eles disseram hoje que não darão à aliança os votos necessários para que o bloco eleja definitivamente o presidente. O país, de pouco mais de 4 milhões de habitantes, é um dos mais pobres da Europa. As informações são da Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
Moldáviapolíticaaliançaimpasse

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.