Processo de impeachment de Macchi começa no dia 23

O presidente do Senado do Paraguai, Juan Carlos Galaverna, informou que as audiências do processo parlamentar de impeachment do presidente do país,Luis González Macchi, deverão começar no dia 23 de janeiro. González Macchi é acusado de mau uso de recursos públicos e de ter comprado um carro sabendo que era roubado.Segundo o senador Galaverna, o processo deverá durar duas semanas, e o Congresso paraguaio deverá votar o impeachment em 7 de fevereiro. São necessários dois terços dos votos para o afastamento do presidente.González Macchi negou saber que o carro BMW que comprou havia sido roubado de uma indústria farmacêutica instalada no Brasil. O caso veio à tona depois da denúncia de uma companhia brasileira de seguros .O presidente, que devolveu o carro, insiste em que o comprou legalmente. González Macchi também nega as acusações de irregularidade no uso de US$ 16 milhões em recursos públicos. Ele assumiu a Presidência do Paraguai em 1999, depoisde seu predecessor, Raúl Cubas, ser forçado a renunciar em meio a acusações de participação no assassinato de seu vice.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.