Procurador-chefe volta atrás em renúncia

O procurador-chefe do Egito, forçado a se demitir esta semana depois de protestos da oposição, voltou atrás na decisão ontem, preparando o cenário para mais tumulto no momento em que a nação vota em um referendo sobre o futuro político. Ibrahim tinha saído depois que mil membros de sua equipe se reuniram em seu escritório para exigir que ele renunciasse.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.