Procurador-geral diz que Chávez não renunciou

O procurador-geral da Venezuela, Isaias Rodriguez, declarou a umaemissora local de tevê que não há nenhuma prova que o presidente Hugo Chávez tenharenunciado à Presidência do país, conforme foi anunciado por Lucas Rincon, que emseguida p ediu renúncia de seu cargo de inspetor-geral das Forças Armadas. Rodriguezafirmou que Chávez deve estar num local sem comunicação e acrescentou que, seChávez tivessse de fato renunciado, o vice-presidente Diosdado Cabello deveria terassumido o posto. Contudo, vários ministros do gabinete de Chávez renunciaram oficialmente. Oscomentários de Rodriguez seguem declarações semelhantes da filha de Chávez, MariaGabriela Chávez, que disse por telefone à tevê estatal cubana que seu pai pediu para ela"falar ao mundo todo" que ele está sendo mantido preso. "Sou um presidente preso enão renunciei em nenhum momento", teria afirmado Chávez, a Maria.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.