Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Estadão Digital
Apenas R$99,90/ano
APENAS R$99,90/ANO APROVEITE

Prodi deve discutir no Brasil extradição de ex-terrorista

O primeiro-ministro italiano, Romano Prodi, discutirá sobre a possível extradição de ex-terrorista do Brasil durante uma visita pela América Latina na próxima semana, disseram nesta sexta-feira, 23, fontes do governo.A visita de Prodi foi planejada antes de o ex-terrorista e romancista Cesare Battisti, 52 anos, ser preso no último domingo, em Copacabana, no Rio de Janeiro.Ex-militante do grupo de extrema-esquerda Proletários Armados pelo Comunismo (PAC), que nos anos 70 confrontava os governos de direita italianos, Battisti foi condenado à prisão perpétua na Itália em 1993 por suposto envolvimento na morte de 4 pessoas. Ele estava escondido no Rio desde 2004.A Suprema Corte do País afirmou que a Itália tem 40 dias para formalizar o pedido de extradição. Porém, os advogados do ex-terrorista pretendem conseguir o asilo político ao italiano. O Brasil tem uma longa história de permissão de fugitivos políticos.Oficiais italianos afirmaram que a viagem de Prodi ao País tem como objetivo estreitar laços diplomáticos entre as duas nações, visando acordos de infra-estrutura e energia. Alguns representantes de empresas italianas - como as companhias de energia Eni e Enel, a construtora Impregilo e a Telecom Italia - viajarão com o premier.Prodi deverá se encontrar, durante sua visita de dois dias ao Brasil, com o presidente Luiz Inácio Lula da Silva e com representantes locais. Na quarta, o chefe de Estado italiano se encontrará com a presidente do Chile, Michelle Bachelet, em Santiago.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.