Prodi: "Itália terá papel ativo no Oriente Médio"

O primeiro-ministro italiano, Romano Prodi, disse nesta terça-feira que a Itália terá um papel ativo no processo de paz do Oriente Médio. O premier discursou antes da votação de confiança de seu novo governo, de centro-esquerda. "Roma irá reassumir um papel ativo nas políticas de paz no Oriente Médio", disse ele aos legisladores da Câmara dos Deputados. Prodi também assegurou o comprometimento do governo italiano na luta contra o terror, classificando-o como "firme e completo". "Estamos em cooperação próxima com nosso parceiros europeus e com os Estados Unidos", acrescentou.O líder da centro-esquerda venceu a votação na Câmara com folga, com 334 de um total de 602 votos. Sua coalizão controla 55% dos assentos da Casa. Na semana passada, o novo premier venceu a votação no Senado, onde sua maioria em relação à coalizão de Berlusconi é de apenas duas cadeiras.Em um esboço sobre seu programa diante do Senado na semana passada, Prodi prometeu retirar soldados italianos no Iraque a aplicar uma "terapia de choque" para recuperar a estagnada economia italiana.Com a votação de confiança concluída, o governo poderá finalmente começar seus trabalhos, mais de seis semanas depois das eleições de abril que encerraram o mandado de cinco anos de Berlusconi.A eleição de abril foi uma das mais disputadas da história recente da Itália. A revisão de cédulas contestadas e a necessidade de eleger um novo presidente, que tem o poder para ordenar a formação do governo, atrasou a mudança de poder.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.