Prodi não mudará planos para retirada do Iraque mesmo após novo ataque

O premiê italiano centro-esquerdista, Romano Prodi, disse que os ataques que mataram três soldados italianos e um romeno no sul do Iraque nesta quinta-feira não mudaram seus planos de retirar todas as tropas do país até o final do ano. Alguns de seus aliados pediram para que ele apresse o processo.A Itália já havia começado a retirar suas tropas do Iraque durante a liderança do ex-premiê Silvio Berlusconi, que também preparava o final da participação italiana nas forças multinacionais de segurança. A decisão de Berlusconi de mandar tropas para o Iraque foi sempre muito impopular. Os soldados foram mortos na manhã desta quinta-feira após a explosão de uma bomba colocada ao lado da estrada em que o comboio italiano, formado por quatro veículos, trafegava.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.