Prodi obtém moção de confiança do Senado como primeiro-ministro

O Senado italiano deu nesta sexta-feira sua confiança a Romano Prodi, vencedor das últimas eleições, como novo chefe de governo por 165 votos a favor e 155 contra.Prodi deverá passar agora pelo mesmo trâmite na Câmara dos Deputados, embora a confiança nesta casa esteja assegurada uma vez que a União detém a maioria absoluta nela.A favor de Prodi votaram os senadores de sua própria coalizão, a União, que tem 158 cadeiras, e os sete senadores vitalícios, enquanto faltou um da Casa das Liberdades, a aliança da oposição que dirige Silvio Berlusconi.A votação dos sete senadores vitalícios foi contestada pela oposição, que os vaiou, o que motivou uma reprovação por parte do presidente da Câmara, Franco Marini.A votação na Câmara dos Deputados, onde Prodi já apresentou por escrito seu programa de governo que expôs na quinta-feira no Senado, ocorrerá na próxima segunda-feira.Uma vez terminada a votação, Prodi disse aos jornalistas: "Não podíamos ter nos saído melhor. Estou muito contente. Temos uma maioria no Senado que é superior à de 1996", em referência ao Executivo do qual ele foi primeiro-ministro anteriormente.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.