Prodi vai ao Senado pedir voto de confiança para o governo

O premier italiano, Romano Prodi, vai comparecer no Senado nesta quarta-feira, 28, para um discurso onde pedirá a confiança da Câmara Alta, colocando à prova sua pequena maioria uma semana após ter sido derrotado em uma votação que daria apoio à política externa do país e ter renunciado ao cargo.Prodi renunciou após sua coalização de centro-esquerda ter sido derrotada em votação para a missão militar italiana no Afeganistão e em outros âmbitos políticos. Mas no sábado, o presidente do país pediu que Prodi ficasse no cargo e colocou seu governo em votação parlamentar.Após discurso aos senadores na terça-feira a tarde, Prodi tem agendado na quarta-feira sua permanência em julgamento. Se o governo perder o voto de confiança, terá que renunciar, abrindo uma crise política que pode levar à formação de um governo de coalizão ou mesmo eleições precoces.O premier tem maioria de uma cadeira no Senado, liderando a esquerda. Ao menos um centrista, Marco Follini, ex-premier que deixou a pouco a conservadora coalizão liderada por Silvio Berlusconi, disse que Prodi voltará ao governo.O governo também pode contar com o apoio de sete senadores honorários, de cargo vitalício.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.