Juan Karita/AP
Juan Karita/AP

Produtores de coca da Bolívia fazem emboscada para soldados

Segundo o governo boliviano, uma pessoa morreu, 16 ficaram feridas e outras foram feitas reféns

O Estado de S. Paulo,

21 de outubro de 2013 | 15h14

LA PAZ - Produtores de coca da Bolívia fizeram uma emboscada para soldados e policiais que estavam destruindo lavouras ilícitas usadas na produção de cocaína, matando uma pessoa e fazendo reféns, informou o governo boliviano no domingo 20.

As forças de segurança usavam facões para limpar os campos de coca na região norte do país na noite de sábado quando houve um ataque, disse o governo, em um comunicado. Um policial foi baleado no peito e morreu, 16 pessoas ficaram feridas e um número desconhecido de pessoas foi feito refém. "O governo deu instruções à polícia para enviar rapidamente reforços ao local", disse o comunicado.

O cultivo de coca na Bolívia, terceiro maior produtor mundial de cocaína, depois do Peru e da Colômbia, caiu pelo segundo ano consecutivo em 2012, à medida que o governo intensificou seus esforços de erradicação, de acordo com uma pesquisa anual compilada pela Organização das Nações Unidas e pelo governo boliviano.

O cultivo dos arbustos de coca país caiu cerca de 7%, para aproximadamente 25,3 mil hectares. Em 2011, a queda foi de 12%, segundo uma pesquisa divulgada em agosto.

A coca não é ilegal na Bolívia, mas o governo tem como objetivo erradicar os cultivos excedentes que possam ser desviados e utilizados em mercados ilegais. Os bolivianos mastigam folhas de coca crua há séculos como um leve estimulante que reduz a fome e as dificuldades relacionadas à altitude./ REUTERS

 
Tudo o que sabemos sobre:
Bolíviaprodutores de coca

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.